Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Boeing espera recuperação plena da aviação mundial em 2024 - 14/09/2021
A Boeing anunciou nesta terça-feira (14) que o mercado da aviação comercial deve ter uma recuperação completa até 2024 da queda provocada pela pandemia de coronavírus, ao mesmo tempo que elevou os prognósticos para a próxima década.

O grupo americano projeta um volume de mercado de 9 trilhões de dólares para a próxima década, elevando a estimativa anterior de 8,5 trilhões, segundo o relatório anual da empresa.

"Enquanto nossa indústria se recupera, ela continua a se adaptando para atender às novas necessidades mundiais. Seguimos confiantes no crescimento a longo prazo da indústria aeroespacial", disse Marc Allen, diretor de estratégia da Boeing.

"Nos estimula que os cientistas tenham entregue vacinas de maneira mais rápida que o imaginado e que os passageiros demonstrem grande confiança nas viagens aéreas", completou.

Na comparação com seu relatório anterior, a Boeing espera agora para a próxima década um aumento das ordens de compra e de serviços de aviação. Mas espera o mesmo nível de demanda nos setores de defesa e espaço como na previsão anterior.

"Perdemos quase dois anos de crescimento", disse Darren Hulst, vice-presidente da Boeing. "Mas projetamos uma recuperação aos níveis pré-vírus no fim de 2023 ou começo de 2024", completou.

Em uma análise ainda mais longa, a Boeing afirma que a perspectiva de crescimento a 20 anos "permanece intacta", com uma taxa média de 4% ao ano, que supera os 2,7% de crescimento econômico global esperado para o período.

Até o momento, os voos domésticos se recuperaram de maneira mais rápida que os internacionais, o que reflete as diferentes restrições às viagens impostas pela pandemia no mundo.

Quase 84% das viagens domésticas retornaram em julho aos níveis de 2019, contra apenas 25% das viagens internacionais, afirma a Boeing.



Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.