Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Confira quem é o 'doleiro dos doleiros', preso pela Polícia Federal - 01/08/2019
Conhecido como o “doleiro dos doleiros”, Dario Messer é acusado de coordenar megaesquema de lavagem de dinheiro, com o uso de processos sofisticados como contas de distribuição dos recursos e mais de 400 clientes – entre eles o ex-governador do Rio Sérgio Cabral. Messer estava foragido desde maio do ano passado, quando foi deflagrada a Operação Câmbio Desligo, desdobramento da Operação Lava-Jato no Rio de Janeiro.

Esta é a primeira vez que o doleiro é preso, mas ele tem o nome no radar das autoridades brasileiras desde a década de 1980, quando começou a ser investigado pela Polícia Federal sob a acusação de movimentação suspeita de dinheiro de políticos, empresários e criminosos.

No início dos anos 2000 a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Banestado teve o nome do doleiro em seus relatórios. Durante as investigações do grupo, foi descoberta movimentação irregular de R$ 8 bilhões entre 1996 e 2002, ligada a Messer. Na ocasião, ele recebeu o apelido de “doleiro dos doleiros” e foi pedido o indiciamento dele, que não chegou a ser preso.

O nome do doleiro apareceu também no escândalo do Mensalão. Segundo a Polícia Federal, ele foi o responsável por enviar US$ 1 bilhão de forma irregular para o exterior e depositar o valor, equivalente em reais, em contas no Banco Rural de titularidade de integrantes do PT. No caso Swissleaks – que revelou esquema de evasão fiscal para o HSBC Private Bank, na Suíça –, Dario Messer foi apontado como dono de offshore no Panamá.

Na Lava-Jato do Rio, foi delatado por Vinicius Claret e Cláudio Barboza, detidos no Uruguai em 2017 e desde então, colaboradores da Justiça. De acordo com as investigações, Messer vivia entre São Paulo e a tríplice fronteira no Paraguai, país que chegou a ter a nacionalidade e onde era procurado. Ele vinha negociando se entregar às autoridades do Brasil, mas a inteligência da PF descobriu que estava em São Paulo, no apartamento de uma amiga.



Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.