Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Maia faz apelo para que troca de críticas com Bolsonaro acabe - 28/03/2019
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), fez um apelo para que a troca de farpas com o presidente Jair Bolsonaro e as críticas que vêm do Executivo contra sua pessoa cessem e que os poderes passem a focar seus esforços na recuperação da economia do País. "Faço um apelo ao presidente de que pare, chega", disse Maia ao deixar a sessão do parlamento que aprovou projeto que permite divórcio imediato em caso de violência doméstica e debateu medida sobre partidos políticos.

"Que o presidente peça para o entorno parar de criticar; pare de criticar. Vamos governar. Eu a Câmara e ele, o País. Chega", pediu. "É natural que quando se faz uma crítica tenha uma reação, mas vamos parar. Vamos cuidar do Brasil que está precisando; são 12 milhões de desempregados, não é brincadeira", afirmou.

Ele ressaltou que com os embates quem mais perde é o País. "Eu acho que o Brasil perde, a bolsa tá caindo, a expectativa dos investidores está diminuindo", disse.

"Daqui para frente, eu não respondo mais nenhuma gracinha, nenhuma insinuação nada", disse. "O que a gente precisa é que ele trabalhe, o Brasil precisa da reforma", afirmou. "Só vou ter uma pauta com vocês (imprensa) que é a Previdência", disse ao deixar o Congresso.



Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.