Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Em carta ao Congresso, Bolsonaro critica 'maquiagem' de governos anteriores - 05/02/2019
Sem poder comparecer por motivos de saúde, o presidente Jair Bolsonaro enviou uma carta que foi lida para a abertura dos trabalhos no Congresso Nacional. No texto, a "esperança" foi o foco do discurso. Ele também voltou a atacar os governos anteriores, em um discurso mais focado na revisão do passado, do que na projeção do futuro.

O presidente chegou a escrever que os valores "judaico-cristãos" foram afetados pelos últimos governos. "O Brasil resistiu a décadas de uma operação cultural e política destinada a destruir a essência mais singela e solidária de nosso povo", afirmou no discurso.

No documento, a presidência também chegou a ressaltar que os governos petistas "maquiaram" números sobre a pobreza no país. Também está escrito que os brasileiros mais pobres foram afetados por um "Estado assaltado". "Indicadores foram alterados para fins de propaganda, sem implicar melhoria nas condições de vida da população", enfatizou sem descrever os números maquiados.

Assim, Bolsonaro passou a defender que "isso acabou" e que o Brasil "declara guerra" ao crime organizado. "Guerra moral, guerra jurídica, guerra de combate", confirmou.

Vários temas foram tratados no discurso, saúde, relações exteriores, meio ambiente e outros; mas todos tratados brevemente. Só que o maior foco foi dado às questões sobre combate à corrupção e ao crime organizado. "Nosso país, de dimensões continentais e com uma população plural e de espirito livre, rejeitou essa forma de governar. Caiu por terra a mentira. E eis que vimos nascer a verdade é a esperança de quem segue em frente", disse no texto, voltando a se referir ao passado.

Mesmo após diversos impedimentos à liberdade de imprensa, como observado na posse presidencial, quando jornalistas foram cerceamos e enfrentaram dificuldades na cobertura; Bolsonaro defendeu a liberdade de opinião e de imprensa no documento. "Vamos defender sempre a liberdade de opinião, de crença, de imprensa, de manifestação religiosa, de pensamento", contou na nota.

Bolsonaro também saiu em defesa da reforma da Previdência, pauta impopular, mas que deve ser tocada pelo governo. "A nova previdencia vai materializar a esperança concreta de que nossos jovens possam sonhar com seu futuro", escreveu.


Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.