Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Após perder eleição, presidente do Senado anuncia 'recolhimento à vida pessoal' - 08/10/2018
Após ficar em terceiro lugar e não conseguir se reeleger no Ceará, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), divulgou comunicado nesta segunda-feira, 8, no qual diz receber com "reverência" e "respeito" a determinação "imposta pelas regras democráticas". O senador agradeceu aos eleitores com "humildade" e "honra" e anunciou que irá recolher-se à vida pessoal.

"O voto é a forma como o povo se manifesta nas democracias. Foi a partir das urnas que os brasileiros, e os cearenses em particular, demonstraram os anseios de mudança. Recebo com reverência e respeito essa determinação imposta a todos nós pelas regras democráticas, pelas quais tanto lutei. Agradeço, com muita honra e humildade, aos 1.313.793 cearenses que seguiram confiando em mim. Recolho-me agora à vida pessoal. Desejo boa sorte e energia para os que foram eleitos", diz o texto.

Eunício alcançou 16,93% dos votos no Estado e ficou atrás de Cid Gomes (PDT-CE), que ficou em primeiro com 41,62%, e Eduardo Girão (PROS-CE), que registrou 17,09% das preferências. Em números absolutos, o senador do MDB perdeu a reeleição por 11.993 votos, diferença entre ele e Girão.

Apesar de não integrar oficialmente a chapa do PDT e PT no Estado, Eunício havia feito um acordo informal com Cid Gomes e o atual governador do Ceará, Camilo Santana (PT-CE). No caso, a chapa de Camilo deixou de lançar um outro nome ao Senado, além de Cid Gomes (PDT-CE), irmão de Ciro, para deixar caminho aberto para Eunício. Quem acabou sacrificado foi o senador José Pimentel (PT-CE), que almejava a reeleição, mas teve a candidatura rifada pelo próprio partido.

O conchavo com Eunício irritou parte da militância, que chegou a comemorar a derrota do emedebista quando o resultado foi anunciado num telão colocado em frente ao comitê de campanha de Ciro Gomes (PDT), em Fortaleza, na noite deste domingo (7). Além disso, o presidenciável do PDT rechaçava Eunício publicamente sempre que tinha oportunidade em atos e comícios, ao longo do período eleitoral.



Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.