Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Notícias
Eventos
Clipping
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Banco Mundial corta previsão de crescimento do PIB do Brasil em 2018 para 1,2% - 05/10/2018
O Banco Mundial cortou pela metade a previsão de crescimento da economia brasileira em 2018 e agora prevê expansão de 1,2% neste ano. A instituição também reduziu a expectativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019. Em relatório divulgado nesta sexta-feira, 5, a instituição avalia que a situação geral do Brasil "parece preocupante, com considerável incerteza política".

A previsão para o crescimento da economia brasileira em 2018 caiu de 2,4% - estimativa divulgada em junho - para 1,2%, conforme números da atualização do cenário macroeconômico do Banco Mundial divulgados nesta manhã. Para 2019, a previsão de crescimento do PIB foi reduzida com menor intensidade: de 2,5% para 2,2%.

Economistas da instituição internacional dizem que há três principais motivos que explicam a piora do quadro econômico: "a persistência de um grande e aparentemente intratável déficit fiscal, falta de uma significativa reforma previdenciária e o crescimento da incerteza política relacionada às eleições de outubro".

Além dos três problemas internos, o organismo avalia que o cenário externo também prejudica o Brasil "com a recente apreensão no mercado internacional de capitais".

Somados, os problemas domésticos e o cenário externo "resultaram em um crescimento ainda mais modesto, com a atual previsão de 1,2% para 2018".

Apesar da piora do cenário, o relatório do Banco Mundial lembra que a situação dos vizinhos é ainda pior.

"É esperado que o Brasil se saia melhor que a vizinha Argentina, mas mesmo assim bem abaixo das previsões iniciais", diz o relatório, ao lembrar que o Banco Central previa expansão do PIB de 2,6% em 2018, mas reduziu a previsão para 1,6% após a paralisação dos caminhoneiros.

A Argentina deverá voltar à recessão neste ano, com contração do PIB de 2,5%. Em junho, o Banco Mundial previa crescimento de 1,7% para a economia vizinha.



Fonte: Estado de Minas
<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.