Quem Somos  |  Produtos e Serviços  |  Presidente  |  Nossos Escritórios  |  Contato
 
Jurisprudência
Doutrinas e Artigos
Perguntas e Respostas
 
 
Principal
Áreas de Atuação
Jurisprudência/Casos de Sucesso
Esportes
Doutrinas e Artigos
Informativo Tributário
Notícias
Clipping
Eventos
Publicações
Representantes
Área Restrita
 
 
Pesquisar
 
 
 
Bem-vindo à selva dos impostos
Jornalista Luciano Medina Martins

Usar o dinheiro dos fundos que deveriam ser de desenvolvimento para fechar a contabilidade governamental, reter as restituições do Imposto de Renda, defender a criação de novos impostos, sob a alegação de que não há dinheiro suficiente para a saúde e vetar a possibilidade de utilização de créditos fiscais de IPI para compensar débitos fiscais. Estas são as últimas ações do Governo Federal para economizar ou gastar um pouco mais no final do ano.

Não há muita surpresa nestes fatos quando eles são gerados pelos mesmos políticos que herdaram e mantêm vivo o pior sistema mundial de tributação. Esse é o lado escuro do excesso de gastos do governo brasileiro e da falta de controle sobre o dinheiro público.

Será que esta fome por dinheiro é conseqüência da necessidade de financiar uma super-campanha presidencial? Essa hipótese poderia ser classificada como teoria da conspiração, mas, quem se atreveria a questionar as razões do “político mais popular do mundo"? Certamente não os que ganham a vida com o dinheiro dos contribuintes.

Enfim, o Brasil ainda está embevecido com o anúncio dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio, e se você for um bom patriota, você tem que celebrá-lo com alegria contagiante.

<< Voltar
Édison Freitas de Siqueira Advogados Associados S/S - OAB/RS 22.136 - OAB/SC 22.281-A - OAB/GO 28.659-A - OAB/MG 92.047 - OAB/RJ 2.541-A - OAB/SP 17.2838-A - OAB/DF 2.074-A - OAB/MT 10.305-A - OAB/BA 23.016
A Ordem dos Advogados de Portugal - OAP/Lisboa 21.530L
Todos os direitos reservados © 2008
CA 91362
English version
Nosso trabalho e história profissional estão disponibilizados nesta página. Nossas atividades profissionais são reguladas pela Lei Nº 8906, de 04/07/1994, razão pela qual as nossas informações serão disponibilizadas mediante a comprovação de vosso efetivo interesse demonstrando a opção e a vontade de entrar no nosso site.